Berlim – onde ficar e como se locomover

Já passeamos pelas Berlins. Ok. Agora vamos à algumas dicas de como fazer as coisas por lá.

Chegando por Tegel, o melhor é pegar um táxi. Até dá para fazer o percurso de ônibus e trem, mas não acredito que compense. Ainda mais se você for ficar em Mitte. Em mais de duas pessoas, então… Um táxi custará entre 15 e 20 EUR, dependendo do lugar de Mitte para onde você vai. Nós ficamos no Tryp Berlim Mitte (recomendado) com estação de metrô próxima (Naturkundemuseum).

Fotos da rua do hotel (graças ao meu irmão, que tirou isso tudo)

Tem foto de dentro do Tryp? Opa!

Fica mais ou menos perto da Alexanderplatz, que é o point de Mitte. Fora a Alexanderplatz, existe um outro polo gastronômico na rua que é continuação da Chausseestraße (lê-se Chausseestrasse), que é a rua do hotel. Aqui existem duas praças Hackescher Markt e Weinmeisterstraße que possuem muitos restaurantes, bares e cafés. Na Sophiestrasse, comemos no Mittedrin (altura do n. 21) e Barcomi’s (no número 21). São galerias que têm várias opções de comida. Adoramos esse lugar. Ele é bem descolado.

Outro lugar legal para almoçar é a região da Friedrichstraße. Essa estação é grande e, do lado de fora,  existem diversos restaurantes com mesas ao ar livre, ao lado do rio Spree. Lugar muito gostoso (se o tempo estiver legal) para curtir.

De onde estávamos, dava para pegar metrô e ir para Friedrichstrasse. Porém, se quiséssemos, daria para pegar o tram (que é um trenzinho que anda sobre um trilho rasgado na rua) que poderíamos ir apreciando a paisagem. Do hotel, não dava mais do que 4 ou 5 minutos de trem para qualquer desses lugares que eu falei.

Além disso, o metrô de Berlim é muito mais barato do que de outras capitais europeias. Estávamos em 4 pessoas e o passe (que valia até para 5 pessoas)  circularem em tudo (metrô, ônibus, trem, e tram) custava EUR 15 para as regiões A-B de Berlim e EUR 15,5 para circular nas A-B-C. Para situar o leitor, Potsdam, lugar que vai merecer um post exclusivo fica na região C, bem como o campo de concentração Sachsenhausen. Não existe catraca no metrô e os tíquetes são comprados em máquinas. Nunca nos pediram, mas sempre tínhamos os bilhetes nas mãos. Os fiscais de Berlim andam à paisana e podem te multar (uns EUR 50 de multa) se te pegarem com bilhete inválido ou sem. Além disso, você valida esse tíquete nas estações, em máquinas automáticas…

Letreiros indicando o destino do metrô e o tempo até o próximo trem

Berlim é uma cidade em que é muito fácil se locomover (apesar dos nomes imensos das estações). Com um mapinha, você facilmente trafega em todas as áreas sem erro. Tudo é muito bem sinalizado, bonito e limpo…

Anúncios